LJ out ontem a noite

O que acontece quando o empregado de um datacenter considerado de primeiríssima linha chega bêbado para trabalhar, endoida e mete a mão no botão de “desligamento de emergência” em uma sala de servidores?

Tira mais de 40 racks de servidores do ar!

(…)Considerem, que um rack padrão, de 42U pode comportar desde 10 servidores fisicamente grandes, com 4Us até 60 servidores blade (10 servidores verticais ocupando 7U de espaço).

Logo estamos falando de centenas de servidores, possivelmente mais de mil, tirados do ar por um bebim chato em um apertar de botão…

Isso aconteceu durante a madrugada de ontem para hoje na 365 Main, um datacenter considerado, como dito no início da postagem, de primeiríssima linha nos EUA, localizado no centro da cidade californiana de San Francisco. Entre os clientes afetados estão: AdBrite, Technorati, Craiglist, TypePad e Live Journal, apenas para citar os mais high profile.

A notícia de que foi um empregado bêbado não é, logicamente, confirmada pela empresa. Segundo ela, o datacenter foi vítima de um “apagão” que está afetando o centro daquela cidade. Mas a própria ValleyMag, que é a fonte originária da notícia, reporta que um homem foi visto sendo levado pela polícia, algemado e gritando: “You have been trolled by nut rollers!“.

O que “pega”, é que o datacenter sempre se vendeu como tendo fontes redundantes de energia, inclusive geradores próprios, o que os tornariam imunes a apagões. O lema deles é: “365 Main – The World’s Finest Data Centers”.

(fonte: http://www.ueba.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.