Bye bye, baby, bye bye…

Foi bom enquanto durou. Já dá pra contar quantos meses ele está sem precisar de uma medida radical.
Mas tem mais de um mês, ele passou a se recusar a passar filmes.
Hoje, ele não quer mais abrir nenhuma imagem.

Formatá-lo-ei … agora.

Bom final de semana pra vocês!

I wanna be sedated

<eu no telefone> O senhor pode verficar porque o sinal está intermitente, porque está muito difícil de me manter conectada. O sinal cai a todo momento …

<rapaz do Vírtua> Ah, é que hoje é sexta-feira, é mais difícil mesmo de navegar, daí fica mais lenta…

<eu, sem fala> eeeeer…

<rapaz do Vírtua> Faz assim, fica navegando por mais 4 horas. Se continuar com esse problema, você volta a ligar….

<eu, mais pasma ainda> eeeeer… ok, obrigada…

E fui soltar meus cachorros com o Joao, pobre marido 😛

yeah, yeah, yeah

Ontem fiquei em casa, de ressaca dos Polaramines ingeridos ao longo da semana e descansando.
Aproveitei para ver Six Degreees. Eu gostei, mas tem tudo para ser uma daquelas séries que só eu gosto e que vai ser cancelada lá pelo oitavo episódio e eu vou ficar sem saber várias coisas …

Ah, sim, aproveitei que as meninas estava aqui na quarta  a noite e vi o segundo episódio de Studio 60. Eu adorei.
Tomara que a série pegue. Eu adoro ver o Matthew Perry. Já Desperate Housewives foi um episódio … er… estranho. Não gostei muito, mas vou dar uma segunda chance. Já não gostei muito da segunda temporada. As únicas cenas que se salvaram foram as da Bree (correndo para a emergência do hospital) e da Gabi (no almoço com as meninas).

Os filmes foram bons. Gostei muito de Babel, apesar de ser um daqueles filmes que não te deixam mais leves ao sair da sala de exibição.
Eu gosto de ir ao cinema sozinha, às vezes, e nada melhor do que o Festival para fazer isso. Esse foi no Leblon 2 e eu sentei lá na frente para apoiar meus pés no balcão. A sala é pequena, mas a tela não fica colada na gente, acho que é por isso que eu gosto de lá.

Não consegui comprar ingresso para ver “Volver”, mas eu vi um cartaz dizendo que estréia em novembro, agora é só esperar. :)))

Agradeço ao andreh por guardar lugar pra gente, quarta, para ver Dália Negra.
Adorei a companhia (andreh, marcele, eu, jepessoa, beta_jackson, priwskywalker e therealmarajade). Foi ótimo, e eu acho que eu achei o filme bom. Preciso rever, ou ler o script, ou qualquer coisa assim, pois confesso que Tico e Teco descansaram alguns minutos e eu fiquei com algumas dúvidas.

Hoje eu e o Joao vamos ver A ùltima Noite. Normalmente eu gosto do Altman. É comédia, é musical, tem praticamente tudo pra eu gostar. Pena que tem a Meryl Streep, mas como eu sempre gostei muito da Lily Tomlin, eu tô desconsiderando a chata da Meryl.
Eu sei, ela têm dois Oscar®, mas continuo achando ela uma chata de galocha. =P

Parabéns para a frinitrix e o Rafael. 11 anos juntos não é para qualquer um! :))
E estou aqui rezando para o pai do khelegond melhorar.

Agora vou trabalhar :)))) 
(mas ainda vai ter meu post reclamando do Virtua :P)

hey ho, let’s go …

Uau, faz tempo que eu não escrevo nada aqui, vou escrever agora, corrido … mas vou! 🙂

Meu final de semana foi basicamente em torno do casamento da minha prima, em Campos, interior do RJ.

Meu pai quis ir na sexta-feira pra gente não ficar cansado no dia da festa, e por isso trabalhei triplicado na quinta, para poder faltar na sexta.
Sexta cedo nós fomos para o Recreio e fomos para Campos. Foi muito divertida a viagem.
O pessoal da família do meu pai foi bem receptivo e eu passei bons momentos com os meus pais e meu marido enquanto viajava. 🙂
A festa foi linda, mas a gente não tinha muito com quem se inturmar e por isso foi meio cansativo. E o calor! Meu Deus, que calor fazia em Campos ao meio-dia, hora do casamento.
Domingo passeamos em Atafona e fomos ver as casas destruídas pelo mar no Pontal. Coloquei várias fotos no meu fotolog.

Voltamos no domingo e viemos para casa correndo … 🙂

A priwskywalker e a beta_jackman chegaram quase meia-noite.
Passei horas conversando com elas, depois.

Como é temporada de novas séries e episódios das mais queridas, de domingo pra hoje eu vi:

* Studio 60 on a Sunset Strip – Gostei bastante, mas só vi o primeiro episódio. Baixei o segundo, mas não tive tempo de ver ainda. Gostei do gancho, me deu muita vontade de ver o segundo episódio.

* Grey’s Anatomy – Vi os dois primeiros episódios, e confesso que estou viciada em mais uma série.

* Gilmore Girls – Acabei de ver. No comments. Só vou dizer que eu até chorei (Como se isso fosse difícil :P).

* Heroes (eu já tinha comentado em posts antigos)

Baixado e ainda não visto:
* Desperate Housewives (vou tentar ver hoje).
* Six Degrees of Separation (vou ver ainda essa semana =P)
* Segundo episódio de Studio 60 – estou esperando as legendas.

Além disso ainda tem o Festival do Rio. Estou indo ver apenas 6 filmes.
Vi o primeiro ontem, circuitão, porque achei que o João fosse gostar de ver.
Assisti World Trade Center (vulgo “As duas torres” :P) ontem.
Falando sério, até que eu gostei. Tirando um ou dois comentários políticos desnecessários, eu achei o filme muito bom.

Vou trabalhar, porque hoje ainda eu vou ver Babel e A Dália Negra, acabar de trabalhar é preciso para se poder fazer essas coisas! =P.

(ah, momento dorky do dia: Eu vejo o Chandler namorando a Lorelai, mas não estou  bem certa se a recíproca é verdadeira … hehehe)

A Beta ficou até ontem aqui em casa. A Priw vai e vem todos os dias.
Adoro a casa cheia de amigos :))))

Programação (quase) final do Festival do Rio pra quem quiser encontrar comigo …

24.setembro = Clerks II – Botafogo às 21:30
25.setembro = A múmia asteca vs… – Botafogo às 21:00 ** (Não comprei ainda)
26.setembro = Volver – Paissandu às 16:30 ** (Não comprei ainda)
26.setembro = As Torres Gêmeas – Roxy às 21:30
27.setembro = Babel – Leblon 2 às 16:15
27. setembro = Black Dalia – Paissandu às 21:30 ** (Não comprei ainda)
29.setembro = A Ultima Noite – Leblon 2 às 19:00
01.outubro = Um bom ano – Leblon 2 às 14:00

TV aberta …

A gente não tem TV a cabo no quarto. E o Joao gosta de dormir com a TV ligada, portanto estamos a mercê da “nobre” programação brasileira.
Como eu não peguei do começo “A Casa das Sete Mulheres”, não estamos acompanhando.
Ontem tivemos a sorte de ver “Boa Noite, Brasil” com o Gilberto Barros, na Band. Estava tendo um jogo tipo passa ou repassa, onde os pseudo famoso ficava imerso na água, vestidindo roupas brancas e que iam ficar transparante, e no caso da mulher a água levantar o vestido, todo mundo vê a bunda dela, e o público brasileiro fica satisfeito.
O cara era o Sami de um dos BBB, a mulher nem posso imaginar quem fosse. Mas as perguntas eram de cultura geral e eu e o Joao começamos a responder e resolvemos ver até o final, quando o tal do Gilberto Barros solta a seguinte pergunta:

– Os Vikings são originais de que país?

A moça não sabia, passou pro Sami.
O Sami não sabia, repassou para moça.
A moça não quis fazer feio e errar por não saber e resolveu chutar.
Bom, eu ia considerar uma pessoa de bom nível de cultura geral uma que chutasse qualquer um dos seguintes paíeses: Noruega, Suécia e Dinamarca, Islândia ou Finlândia. Qualquer país escandinavo servia, certo? Pelo menos assim, você estava mostrando que sabia de que área eles vieram, certo? Já que naquela época não haviam os países atuais, e seria bem complicado escolher um…

Daí o Gilberto ainda deu a dica: “Aqueles caras louros, altos, com chapéu de chifre…”

E a moça falou: Vou responder!
E ele perguntou novamente: – Os Vikings são originais de que país?

E a moça respondeu, toda faceira, pra não fazer feio: ÁFRICA!!!

Eu mereço, eu mereço …
Depois dessa, desligamos a TV e fomos dormir….

Pretendo ver:

*Mostra Sci-Fi Mex (imperdível)

– A múmia asteca vs Robô Humano – Seg 25 às 21:15 Est. Botaf.. 3 (imperdível. O nome da múmia é Popoca :P)
– Aranhas Infernais – Ter 26 às 21:15 Est. Botaf. 3
– A Nave dos Monstros: Dom 24 às 21:15 Est. Botaf. 3

*PANORAMA: (ou seja, cineminha mais farofa :P)

– Babel Sab 30 às 14:00 Est. Paissandu
– Um bom ano – Dom 1 às 14:00 – Leblon 2 (depois eu vou votar)
– Clerks II – sem os horários ainda =(
– Dália Negra – Quarta 27 às 21:00 Est. Paissandu
– As Torres Gêmeas – Terca 26 às 21:30 – Roxy
– Volver –  Quarta 27 ás 14 no Roxy
– The wind that shakes the barley – Quinta 28 às 19:00 no Roxy
– A Ultima noite – Sexta 29 às  19:00 Leblon 02

Ainda vou dar uma olhada com calma nas outras mostras …

A Língua …

Esta é uma redação feita por uma aluna do curso de Letras, da UFPE
(Universidade Federal de Pernambuco – Recife) que obteve vitória em um
concurso interno promovido pelo professor titular da cadeira de
Gramática Portuguesa.

Procurei a autoria para dar os devidos créditos, mas não tive sorte.

“Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador. Um substantivo masculino, com um aspecto plural, com alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. E o artigo era bem definido, feminino, singular: era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal.

Era ingênua, silábica, um pouco átona, até ao contrário dele: um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanático por leituras e filmes ortográficos.

O substantivo gostou dessa situação: os dois sozinhos, num lugar sem ninguém ver e ouvir. E sem perder essa oportunidade, começou a se insinuar, a perguntar, a conversar.

O artigo feminino deixou as reticências de lado, e permitiu esse pequeno índice.

De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro: ótimo, pensou o substantivo, mais um bom motivo para provocar alguns sinônimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeça a se movimentar: só que em vez de descer, sobe e pára justamente no andar do substantivo.

Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela em seu aposto. Ligou o fonema, e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, bem suave e gostosa. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela.

Ficaram conversando, sentados num vocativo, quando ele começou outra vez a se insinuar. Ela foi deixando, ele foi usando seu forte adjunto adverbial, e rapidamente chegaram a um imperativo, todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo direto.

Começaram a se aproximar, ela tremendo de vocabulário, e ele sentindo seu ditongo crescente: se abraçaram, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples passaria entre os dois.

Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula: ele não perdeu o ritmo e sugeriu um longo ditongo oral, e quem sabe, talvez, uma ou outra soletrada em seu apóstrofo.

É claro que ela se deixou levar por essas palavras, estava totalmente oxítona às vontades dele, e foram para o comum de dois gêneros. Ela totalmente voz passiva, ele voz ativa.

Entre beijos, carícias, parônimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais: ficaram uns minutos nessa próclise, e ele, com todo o seu predicativo do objeto, ia tomando conta dela inteira. Estavam na posição de primeira e segunda pessoas do singular, ela era um perfeito agente da passiva, ele, todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular.

Nisso a porta abriu repentinamente. Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo, e entrou dando conjunções e adjetivos nos dois, que se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas.

Mas ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tônica, ou melhor, subtônica, o verbo auxiliar diminuiu seus advérbios e declarou o seu particípio na história. Os dois se olharam, e viram que isso era melhor do que uma metáfora por todo o edifício. O verbo auxiliar se entusiasmou, e mostrou o seu adjunto adnominal.

Que loucura, minha gente. Aquilo não era nem comparativo: era um superlativo absoluto. Foi se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado para seus objetos.

Foi chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo, propondo claramente uma mesóclise-à-trois. Só que as condições eram estas: enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria ao gerúndio do substantivo, e culminaria com um complemento verbal no artigo feminino.

O substantivo, vendo que poderia se transformar num artigo indefinido depois dessa, pensando em seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história: agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, jogou pela janela, e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva.”

Amigos …

É fato que nós convivemos com muita gente ao longo da vida. Alguns são conhecidos, uma grande maioria colegas e uns poucos escolhidos para o melhor e para o pior são os que chamamos de amigos.
E Amigo, com “A” maiúsculo são aqueles que tem o sentimento recíproco com você. Há muito tempo atrás eu vi uma citação que era assim: “Amigo é aquele que a gente pode ligar as 03 da manhã e te diz: “Acabei de matar alguém” e você prontamente responde: “Onde nós vamos esconder o corpo?!”.
Tirando o exagero humorístico é isso. É aquela pessoa que não importa o que você faça, em primeiro lugar ela vai pensar em como te ajudar, vai ser solidário, e depois vai te dar o tapa da realidade, te dizer “que merda você estava pensando quando vez isso?” e ainda assim te ajudar a limpar a bagunça.

É aquela pessoa que você não vê a hora de encontrar ou ligar para contar as novidades.
Que algo bom aconteceu e poder comemorar com ela.
Que algo ruim aconteceu e poder contar com o ombro amigo dele.
Às vezes nem é alguém com quem você fala ou vê todo dia. Mas é alguém com quem você pode contar. Alguém que mesmo depois de meses afastados, a conexão é a mesma.

E de repente você percebe que alguém que você considerava muito, uma dessas pessoas com “A” maiúsculo vem se afastando, e não te vê da mesma forma. É um pouco triste. Mas é daquelas coisas que você percebe acontecendo, mas acha que não é bem assim, que você é que está exagerando, mas juntando tudo, é isso que sobra. E não é que a pessoa te odeie. Você só foi trocada de nível, de Amigo, para amigo ou colega.
Triste, mas quando um não quer, dois não brigam …

C’est la vie …

Sei que vou sentir falta daquele ombro amigo pra correr, afinal é preciso respeitar os limites estabelecidos pelo não dito.
Vou sentir falta de ser o ombro amigo, o apoio moral, o porto-seguro.
Mas nessas coisas eu sou chata. Só apareço quando sou convidada, e sem se sentir bem-vinda pra fazer parte da vida dessa pessoa, o melhor mesmo é manter a distância necessária para ser uma boa colega. …

De resto, tudo ok 🙂
Meu braço finalmente cicatrizou. Tá feiosão, mas tá fechado.
Já comecei a escolher a Tatoo que vou fazer por cima da cicatriz.
Uma borboleta? Uma margarida? Patinhas de gatos?
ó dúvida, ó dia, ó calor do cão que se abate sobre o Rio de Janeiro…

Cadê minha Frente Fria? =P Segundo o Clima Tempo, só refresca sábado a noitinha, e a previsão para hoje:
Uma forte massa de ar seco impede a formação de nuvens sobre o Rio de Janeiro. O sol aparece forte e o céu fica azul. Faz muito calor e não há risco de chuva.

Várias…

1. Em primeiro lugar: PARABÉNS para a nandaweasley!!! Muitas felicidades, dinheiro, amor e realizações! =D

2. Ficou um rastro das visitas aqui em casa: sapatos sociais masculinos, escovinha e pasta de dentes. (Veja no Fotolog)

3. Eu me odeio quando não faço as coisas direito.

4. Alguém conhece algum bom curso de Produção de Eventos? Se tiverem a dica, por favor, me avisem. 😉

5. Eu também cortei o cabelo. Não cortei curto, mas fiz uma brincadeira com os meus cabelos (naturalmente :P) avermelhados! =P
Olha na fotinha só

Cabelo novo ...

Oh my God!

O feriado foi simplesmente fantástico!
Quarta teve a palestra de LOST que eu ganhei minha camiseta linda.
Quinta-feira fomos na casa dos meus pais, pois fui buscar a minha roupa pro casamento do Pablo e da Clau. Depois ainda passei na minha avó e matei as saudades dela e do Lúcio. Eu na verdade ainda não gostei dessa idéia da minha avó ter ido morar longe do Rio. Caxambu é legal pacas, mas vamos ser sinceros: é muito longe! =D

Sexta eu trabalhei, mas já tinha acabado quando as meninas chegaram. Gabi e a Lica, muitas malas (afinal, são mulheres vindo para um casamento). Conversamos pacas, o Luiz passou aqui também e colocamos o papo quase em dia. A Priw chegou mais tarde e conversamos mais um pouco e começou a passar Galaxy Quest, filme que nem o Joao e nem a Gabi nunca tinham visto e que eu acho muuuuuuuito divertido.
Mais papo e fomos dormir.

Sábado eu acordei bem cedinho para levar o cachorro na rua e resolver o problema da condução e tive uma idéia de gênia. Alugar um Palio na Localiza. Sairia por 40,00 mas a gasolina. Muuuuuuuuito mais barato do que qualquer VAN. E foi isso que resolvemos fazer. Começamos a nos arrumar, liguei pro Alfredo e pro Jones e pro Luiz para pegar os colchonetes. Daí eu e priwskywalker fomos buscar o carro. E que decepção! Eles esqueceram de verificar se haviam Palios disponíveis quando fizeram a reserva mais cedo e a gente teve que aceitar um Idea, com ar,  no lugar do Palio, pelo mesmo preço … hehehe! \o/ yeahh!

Daí foi só festa. Fomos as quatro num carro, no Idea, é claro, e os meninos no nosso. Bom encontrar os amigos, bom ver os amigos felizes, melhor conhecer gente nova (adorei a família do Leif) e ver todo mundo junto. Foi ótimo, tinha muito tempo que eu não ria tanto.
Depois o povo fez ponto de encontro aqui em casa e fomos ao Puebla Cafe, onde eu tomei minhas habituais tequilas e a Priw encheu a cara de cerveja (tenho fotos para provar :P). Fomos ao Puebla: eu, Joao, Drogo, Dani, Rick, Lica, Gabi, Jones, Beta, Alfredo e a Priw. Eu acho que bebi demais, porque no final ainda tive ilusões de ter visto a Lia por lá .. mas isso só pode ter sido alucinação alcoolica! 😛
Rick e Dani debandaram. A Lia era alucinação, e portanto não nos acompanhou, e o resto dormiu aqui em casa 🙂

Domingo já foi um dia que começou down. O pessoal arruamando as malas para irem embora, o pessoal indo embora de fato. Não gostei. 😛
Já estou com saudades! Depois que todo mundo foi embora e eu devolvi o Fiat Idea (quase fugi do país com ele :P), eu dei uma arrumadinha na casa, tomei banho e já ia cair em depressão com a falta de amigos (Priw, Jones, Beta e Alfredo também foram embora na mesma hora), quando a gente foi lembrado de que era dia do : First Viking’s Annual Pork Chop Festival – The sauce competition
Muita diversão: Tati, Manhães, Eric, Eliane, Duda, Severo, Chris, Luizão, Lu, filhote fofo deles, Miriam, eu, Joao, Roger, Will e o fofo do Joao Victor. Ri horrores, e voltei para casa as 22 cansada e dormi! =)

Fui um final de semana maravilhoso! =D

Hello!

Afinal um dia divertido, apesar das baixas (priwskywalker, a furona, não apareceu, e nem a Debs).=P
A palestra foi bem legal, mas foi totalmente melhorada pelo pessoal do back stage: andreh, Alê, Gabi, Jones … e eu só rindo. Algumas pessoas levando aquilo tudo muito a sério … hehehe.

Mas no final teve quiz pra os brindes e eu acredito que nós fomos os vencedores da noite, mas depois que eu revolucionei a parada. Tinha muita gente e a o pessoal ficou em pé atrás das cadeiras porque não tinha lugar pra todo mundo sentar. Então toda hora que faziam uma pergunta, só o pessoal da frente era ouvido na hora das respostas. Me irritei e o meu lado de Organizadora entrou em ação. Propuz que fosse alternado, uma pergunta pra galera sentada, outra pra galera em pé… e não é que deu certo?!
Nosso grupo, no total, ganhou 4 prêmios: Gabi ganhou um mochila, Andreh um camiseta de LOST e eu e o Jones da Oceanic Air Lines .

Depois teve uma debandada da galera e fomos lanchar (eu, Joao, Yuri, Claudio, Jones, Ale, Andreh, amigo do Alê  e o Alê).

Só uma coisa a dizer depois disso tudo: Eu adoro do Andreh!!! =D

Claro que aproveitei a Saraiva para comprar um dos meus sonhos de consumo com 50% de desconto 

 … 1down, 7 to go…. Agora é me decidir em fazer primeiro o cheesecake ou os tacos! =P

Estou cansada, mas ao mesmo tempo tô no mó pique.
Queria passar a noite conversando, fofocando, colocando os papos em dia … a nuvemzinha está sumindo. =)
Amanhã, apesar do feriado, vou ter que trabalhar um pouco.

Eu ameeeeeei minha camiseta!
Vou ficar fofocando pelo MSN mesmo. 🙂

Ah, que dia legal! 😀

Corre, Teca, corre…

Dia corrido.
Véspera de feriado, trabalho dobrado.
Ainda preciso ir na casa do meu padrinho ver o computador dele que está com problemas.
E a noite ainda tem a parada de LOST que eu preciso muito ir! 😀