Ultimanente eu tenho visto coisas que me deixaram bem baleadas, desacreditando cada vez mais na boa índole humana. De amigos, familiares e totais estranhos, cada vez eu vejo como as pessoas tem a capacidade de colocar os outros pra baixo, e quando não é propositalmente é sem querer, sabotagem psicológica, às vezes motivada por inveja ou às vezes sem motivo aparente nenhum.

Não que isso seja ruim de descobrir.

É necessário, todo mundo precisa passar por isso pra crescer não é?

Mais ainda fica o resquício de ingenuidade infantil quando eu penso e repito pra mim mesma que algumas pessoas, umas quatro ou cinco, as quais eu confiaria minha vida no momento, nunca iriam me passar pra tras, nunca iriam me boicotar e nem iriam me colocar pra baixo, em um momento de alegria.

E se por um acaso alguém chegar a se preocupar, nem precisa, nada de definitivo ou de grande aconteceu, foram apenas pequenas coisas que acumuladas me fizeram ver, que nem todo mundo é legal como mamãe me disse que elas iriam ser…

A boa pro fim de semana: Música Instrumental, ao vivo na Lagoa, depois posto os detalhes pros interessados.

Sabe aquele dia que você acorda com vontade de não sair de debaixo das cobertas?

Você tem vontade de passar o dia curtindo sua casa, seu namorado, seu cãozinho?

Que você vai trabalhar quase que se arrastando, porque o que você queria mesmo era chamegar e jogar seus joguinhos favoritos no computador?

Então hoje de manhã foi um dia mais ou menso assim.

A única coisa que me dá forças pra continuar hoje é saber que sábado está chegando e eu vou poder: Chamegar, tomar conta da casa, brincar com o meu cachorro e finalmente descansar! =P

Aliás, preciso viajar! =P