Bom dia!

Coisa estranha, justo no dia que posso dormir até tarde, acordo às 8:00.

Preciso de terapia, porque definitivamente isso é coisa de maluco! =P

E aí eu fico aqui, nerdando, aproveitando o sábado de chuva e a ausência do namorado, que foi trabalhar, para ouvir música e remoer que eu nem fiquei sabendo do show do Echo em SP, semana passada. Não que eu fosse. Não tenho nem tempo nem dinheiro pra viajar, mas pô, eu nem fiquei sabendo! =)

E ouvindo “Nothing last forever”, me lembrei de uma época estranha da minha vida. Estranha, pelo fato de que hoje nem parece que era eu mesma, sabe? É quase como se a minha memória falasse assim: “lembra daquela garota?” e meu cérebro retrucasse: “claro, era você, sua tonta!”. Alguns anos depois fico pensando em o quanto esse ano foi importante pra mim e me ajudou a definir o que eu quero da minha vida hoje. Da marca de pasta de dente ao cigarro que eu não fumo, todas as decisões da minha vida dita adulta, saem dessa encruzilhada da minha vida.

Sinceramente, eu não poderia ficar mais feliz com o resultado.

Estou feliz, estou com quem me faz feliz e com bons amigos ao meu lado. Uso Colgate Total e parei de fumar tem dois anos, um mês e catorze dias, com apenas poucas e isoladas recaídas que me valeram uns cigarros e muito peso na consciência.

Mesmo com a grana contada, mesmo com o trabalho estressante, mesmo confundido amizade com trabalho, mesmo com as minhocas na cabeça, mesmo com todos os quilos a mais, mesmo com o tornozelo ruim … essa vida é a que eu escolhi com vontade.

E na quinta-feira, vendo ele dormir aqui na cama, enquanto eu fofocava na Internet, eu tive a certeza de que a minha vida saiu bem melhor do que eu poderia planejar ou imaginar.

Não andei muito por aqui esses dias, mas foi por um bom motivo. Esses dias foram meio estressantes e chatos pra mim e se eu viesse escrever, só ia sair ladainha. Resolvi poupar as pessoas que vêm me visistar.

Mas hoje, por encanto, meu pé acordou sem estar doendo, façanha que não vinha acontecendo há um mês e meu humor está beeeem melhor.

Durante essa semana, coisas legais aconteceram. Ganhei um cantinho pro meu computador, descobri que a fratura na tíbia consolidou, por milagre, no lugar certo e portanto não vou precisar operar ou nada assim e que uma taça de vinho tinto no fim do pior dia de trabalho que já existiu, realmente fazem diferença! =)

Cheguei a conclusão que as pessoas não mudam. Os chatos vão ser sempre chatos, os implicantes serão sempre implicantes, os preguiçosos vão continuar sem levantar o dedo, e que os amigos de verdade estão sempre por aqui, pro que der e vier, mesmo que seja pelo telefone! =)

Minha árvore de Natal é linda! Tradicionalmente brega e linda! =P

Desculpem o sentimento de posse, mas as árvores sempre foram da minha mãe. Esse é o primeiro ano em que ela é minha.

Bom, vou trabalhar pra ter dinheiro o suficiente pra não comprar uma LV por opção, porque enquanto eu não compro por falta de grana, é dose! =P

Acordei tem mais de uma hora.

Estranho isso, mas tudo bem, sinal que eu descansei o suficiente.

Sonhei bastante, disso eu sei, mas lembro de pouca coisa dos meus sonhos.

Mas acordei de uma forma abrupta e totalmente inusitada. Estranho.

Mais estranho ainda é o meu pé … bem melhor agora pela manhã, sem dor nem nada. 🙂

yeaah … demorei, mas voltei.

O problema é que o final de semana foi socialmente intenso! 😛

Sexta, chopp com a Lila e Alex (e mais um pessoal social! :P), sábado fui visitar a Mônica e a Carol de manhã e a noite fomos no Plebeu, digo, a malditada. Sempre é bom conversar com o Will, Chris, Eric e Man.

Já o dia de hoje, foi ainda sem classificação. Acordei cedo pra fazer a tal da ressonância magnética e depois de dormir dentro do tubo (:P) o médico veio falar comigo, aparentemente há uma fratura óssea, e como já fazem 28 dias da fratura, deve ter calcificado no lugar errado.

Não sei ainda muito bem como vão consertar isso, ou se tem conserto, até o momento eu ouvi coisas bem legais como: operar, quebrar de novo pra colocar no lugar.

Não sei … agora é esperar o médico. Como o laudo só saí na quinta-feira, a consulta deve ser na sexta, vou tentar marcar amanhã.

Aproveitamos e fomos almoçar com a Dona Giselda. 🙂

Essa semana, descobri uma daquelas diferenças entre a Zona Sul do Rio e a ZN ou suburbio que me deixou passada.

Quarta-feira, por volta das 08 pm faltou luz em várias quadras do Leblon, e eu como boa menina de ZN, me preparei e desci, fui pra calçada, conversar, galhofar com os vizinhos, como em qualquer falta de luz que acontecia no Grajaú, no Méier ou em Marechal Hermes (esse com direito até, a cadeiras na calçada).

Depois de descer as escadas no escuro, cheguei lá na portaria do prédio e fiquei chocada:

Não tinha ninguém lá embaixo!!!!

Ninguém pra fofocar, ninguém pra falar mal da Light ou do governo do Rio.

Cheguei a ficar triste. Tinha apenas o porteiro e um menino que mora no prédio, de uns 10 anos, que como a mãe ainda não tinha chegado do trabalho, não quis ficar sozinho lá em cima.

Esse pessoal da Zona Sul não sabe o que está perdendo. 😛

Fomos passear, jantar num lugar que tinha luz, e tirando a gangue que assalta usando História do Brasil, não tinha mais ninguém na rua. Como diria o namorido: lamentável! 😛

E eu hoje quero falar de Transportes Coletivos:

Fico pensando no que a gente tem que passar todos os dias pra ir trabalho/casa = casa/trabalho e percebi porque quando eu chego na Anel Um o meu humor já foi pro espaço: motoristas de ônibus e vans, fazem da minha manhã um filme de terror. E é sério! 😛

Ontem conversando numa lista, chegamos a conclusão que as vans Santa Cruz – Via Barra ou estão vindo ou indo pro inferno. O pagode tocando alto, o motorista que não para nos sinais e o “trocador” em pé, gritando: “dountaun, barra xópin, recreio, santa cruz” e o motorista lá na frente, continua ingornando todos as regras de trânsito conhecidas.

Dai tem os ônibus de tarifa normal, de R$ 1,50 (absurdo isso, cara), com os motoristas grossos, que tratam os passageiros mal, não tem paciência com os velhinhos e têm implicância com quem tem passe livre. São um pouquinho mais respeitosos com as leis de trânsito, mas são motoristas afobados, sabe? Daqueles que freiam em cima, e ficam acelerando parado só pra fazer pressão.

E agora existem os ônibus meio termo … heheheh os de R$ 1,80 a R$ 2,00. São podrões, mas ter ar-condicionado, o que que no verão do Rio, acredite, faz diferença. O problema desse é que a gente entra pela parte da frente, e portanto além do motorista e do trocador ficarem tirando sarro do pobre trabalhador que achou que podia pagar com vale descobrir que tem que completar e desistir de ficar no ônibus, ainda tem o problema que o motorista tem horas que ignora o sinal de parar e pula um ponto, deixando o passageiro, no fundo do ônibus possesso com isso tudo.

Claro, que sobraram os frescões … mas pelo menos aqui pra minha área, R$ 4,00 é muito caro pra vir em ônibus caindo as pedaços, com água do ar-condicionado pingando em você. E olha que semana passada eles tentaram aumentar pra R$ 6,00, não deve ter dado certo, porque baixaram o preço de novo.

Por iso que eu digo. Eu quero Metrô. Falem mal o quanto quiserem, mas é o transporte com ar-condicionado, relativamente seguro e que o “motorista” não pode abusar!

Mas falando em televisão (hahaha), detesto os canais de TV a cabo.

Eles colocam os melhores programas na hora de fazer a grade batendo com grades de outros canais, apenas pensando no IBOPE, ninguém pensa no pobre telespectador, que fica pulando de canal em canal, gravando de madrugada o que passou na hora em que passava outro seriado em outro canal.

E antes que critiquem, sim, eu sou fã de enlatados sim! 😛

The 70’s Show eu não vejo desde a temporada passada, porque bate com Friends.

Agora ou eu vejo SmallVille (que tá muuuuuuuuuito bom) ou eu vejo Will & Grace. Ontem não vi Sony e acabei perdendo o seriado novo que começou e eu gostei.

Terça-feira é dia dos infernos pra quem gosta dos seriados.

AAAAAAAHHHHHH!

E começou Clone Wars na Cartoon!

Simplesmente demais!!! Mas achei um problema imenso … os episódios são muito pequenos!

Quando a gente sente o gostinho de SW, acabou! 😛

Mas pelo menos serve pra saciar o vício até 2005 … daí acabou! 😛

Bom, primeiro o update de humor.

Tô melhor! 😛

Sei lá o que me deu ontem, bateu sentimento de perda, bateu aquelas coisinhas que dão em cabeça em que cresce minhocas! 😛

Desliguei o computador, porque estava nervosa de não conseguir escrever o que eu estava sentindo e fiquei deitadinha no quarto, no escuro pensando na vida. Daí o Joao veio me socorrer. É bom ter um namorado tão maneiro nessas horas.

Ele tem uma paciência de Jó! 😛

Mais de noitinha a Priw ligou e eu desminhoquei um pouco com ela também … fui dormir ainda triste, mas ganhei cafuné pra dormir e acordei de bom humor.

Um singelo obrigada ao ombro amigo!

Bah!

Humor normal hoje! 🙂

Consegui ontem colocar fotos no meu fotolog, coisa que andava me deixando irritada. Conversei com a Yael, que me deu um pouco de paz de espírito.

De noitinha o humor voltou a ficar dark, porque a internet não estava funcionando … no meu computador apenas. Estava muito tarde e muito nhenhenhe pra tentar consertar, desliguei o computador e fui dormir!

Agora tenho muito trabalho pra fazer e vou fazê-lo! 😛

Aproveitar o momento pra fazer propaganda do namorado que agora posta no Penalidade Máxima!

Domingo o dia foi mais calmo, apesar de ter sido cheio! 🙂

Acordamos e ficamos nerdando pela internet até a hora de ir pra Barra. Fomos almoçar na casa da TZ e aproveitamos pra brincar de ver apartamentos.

Eu gosto dessa brincadeira e o Joao também, portanto, fica fácil! 🙂

O Pedro estava lá e ele é um molequinho muito fofo! Daqueles que dá vontade de morder! 😀

hahahaha … o almoço estava um espetáculo, arroz com bacalhau e brócolis! nham! 😛

Viemos pra casa, onde eu sorrateiramente tirei um cochilo e fomos pra casa da Cristina pro lanche em família. Daí as coisas tiveram seus pontos altos e baixos. Mas no geral foi até divertido, embora eu ainda esteja dando muita atenção pras idiotices alheias. O lado bom? Carol estava lá e ela é muito fofa .. me dá vontade de mordê-la! 😛 hahahahaha

E o Bernardo é sempre um cara bem divertido de conversar. Ele me emprestou uma super-hiper-mega-ultra bota e eu estou indo trabalhar agora, já que a minha mãe já deve estar disponível pra me buscar no ponto de ônibus. 🙂

Outra coisa ruim do fds foi ter a certeza daquele sentimento que já ronda já faz algum tempo. :/

Mas fazer o que? Dessa vez a opção realmente não foi minha …