Tentei comentar ali embaixo mas não consegui, então vai aqui mesmo:

Eu não falei em deixar de ser emotiva, aliás fui bem clara: estou tentando ser menos emotiva e ponto.

Concordo com a Mary, e por isso tenho tentando realemente mudar.

e não é fugir de nada, Alfredo, é simplesmente deixar pra se aborrecer com as coisas que merecem e não sair chorando ou brigar por cada coisa que eu discordo.

Eu falei emotiva, quando na verdade a palavra deveria ser passional. Deixar pra brigar ou chorar quando a situação realmente pedisse e não eu ficar chateada porque você não pode sair nesse final de semana comigo ou porque o Joao vai jogar BF às terças. Ser racional, só isso. E ser racional não significa não brigar. Mas só brigar as lutas que valem a pena. 🙂

Já moça do computador e o visitante anonimo se enganaram.:

A gente ACHA que pros outros é mais fácil, mas se você perceber como a gente mesmo e os amigos próximos penam pra resolver os problemas, vai ver que pra todo mundo é difícil. A gente que não tá prestando muita atenção no sacrifício de quem tá do lado.

E eu sou emotiva e passional e já fiz gente que eu gosto sofrer por se sentir culpado(a) pelo meu sofrimento. Por isso que eu estou levantando a bandeira de tentar achar o equilibrio. Assim nem eu e nem ninguém sofremos! 🙂