Acabou que eu nem contei aqui, mas sábado a noite, eu e o Joao tivemos uma provinha do que é viver cercados pela violência do Rio.

Fomos ao Puebla Café, mas voltamos razoavelmente cedo e não tinha vaga na Urquiza pra eu poder parar o meu carro e eu tive que estacionar na rua ao lado, na Desembargador Alfredo “Nãoseioque” :P, lá pra frente, quase na esquina com a Venâncio Flores e viemos andando e quando chegamos na esquina da Urquiza alguém da rua lá de cima da escadaria, eu acho, (essa rua eu realmente não sei o nome), começou a gritar:

PEGA LADRAO! EU VOU TE DAR UM TIRO! TAO ME ROUBANDO!   

Eu e o Joao, vimos duas pessoas descendo a rua, em direção a gente, num passo até normal pra uma situação daquela, então demos meia volta e fomos andando até quase a Dias Ferreira.

As pessoas que estavam descendo a rua desapareceram e a rua estava calma como se nem tivesse acontecido nada.

Subimos, li meus emails, preparando pra dormir e na hora que o Joao já estava no quarto, e portanto no ar-condicionado, eu fui a cozinha beber água, e ouvi sirenes da polícia. Fiquei morrendo de medo de dormir ali.

Eu sempre me senti tão segura naquele pedacinho do Leblon … fiquei apavorada…

Agora, vendo o jornal e lendo as notícias, nem parece tão grave o que aconteceu … e agora descobri que a família feliz viaja na quinta e eu vou ter que dormir aqui sozinha uma noite…. ai ai ai … seja forte, mulher, encare seus medos e vá dormir na casa do Joao na quinta! =P

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.